Símbolo

Uma parte da Comunidade Figueira constitui-se de terras, matas, lagos, córregos, plantações, casas e oficinas de trabalho. Existe outra, invisível aos sentidos, mas que se revela ao coração.

A primeira localiza-se no Brasil, no sul de Minas Gerais. É visitada por muitas pessoas, que vêm a seu encontro por diferentes motivos, porém seguindo um mesmo impulso, nem sempre consciente: o de encontro com a essência mais interna do próprio ser. A outra parte situa-se no espaço da consciência. É portanto intemporal, mas, apesar disso, é perceptível e pode-se contatá-la no silêncio do ser.

Podemos dizer que as duas partes são faces de uma única realidade, simbolizada por uma árvore – uma figueira que existia na fazenda e que presenciou toda sua manifestação. A primeira, visível, compõe-se do tronco, dos galhos e folhas da figueira. A outra, invisível, compõe-se das raízes e se relaciona com as dimensões internas do planeta. Assim, estar em Figueira é um processo vivo, transformador, principalmente se sintonizamos com o oculto, com as raízes, com Mirna Jad – Centro e Retiro Intraterreno.

Figueira

Site oficial da Comunidade Figueira ©